quinta-feira, 3 de março de 2016

I can do a car chase!

E eu estou apaixonada por Supergirl.


A série estreou em outubro do ano passado com um episódio piloto muito dinâmico, e segue cada vez melhor com seus personagens e acontecimentos apaixonantes. Só não está naquele nível The Flash de amor infinito por que Supergirl ainda tem um antagonista que consegue ser odiável. O nome dele é General Samuel Lane (GlennMorshower).


Pois é, Maxwell Lord (Peter Facinelli) engrenou mesmo como o principal antagonista da série, mas nem os acontecimentos recentes me deixaram com ódio dele. Por quê? O cara é puro charme! Cat Grant (Calista Flockhart) começou emanando aquele ar de bitch por onde passava, o que felizmente não mudou, mas ela é uma das melhores coisas da série. A atitude forte e comentários ácidos e maravilhosos fazem com que as cenas com ela sejam sempre memoráveis.

Benoist, Jordan, Brooks, Leigh e Harewood
E o que falar da própria Kara Danvers (Melissa Benoist) e sua nerdice fofa? Muito amor. Muito amor mesmo. Ela é adorável, tão humana em sua embaraçosa personalidade tímida, e ainda assim, quando a raiva começa a aparecer alguns episódios mais para frente, a gente vê a Kara Zor-El ali, angustiada e furiosa. O relacionamento com a irmã adotiva Alex (Chyler Leigh) também é muito gracinha e cada vez mais profundo (adoro os flashbacks!).

James Olsen (Mehcad Brooks) é tudo. Charmoso, bonito, e não sabe o que quer da vida. Lucy Lane (Jenna Dewan Tatum) é a imagem do que eu sempre imaginei que uma Lane deveria ser. Winn Schott Jr (Jeremy Jordan) é o nerd mais fofo do universo e meu coração dói por ele. Hank Hanshaw (David Harewood), que também começou como uma figura na maioria das vezes antagônica, está cada vez melhor na série e a revelação de sua verdadeira identidade me fez pular de alegria. Foi sensacional!

O ensaio que fez a gente sonhar mais alto
Supergirl me traz o mesmo sentimento do Flash. Tem a mesma leveza, o mesmo amor no coração. CrossoverO produtor das duas séries, Greg Berlanti, disse que não, mas agora a gente sabe que ele estava guardando o segredinho muito bem guardado. Sim! Barry Allen vai dar uma passadinha em National City no fim desse mês. Yay!

A série recebeu muitas críticas, e os haters não cansaram de “prever” seu cancelamento. Mas, para chororô geral entre os mal amados de plantão, ainda no ano passado a série foi confirmada para uma temporada completa de 23 episódios e acabou de ganhar o People’s Choice Awards de melhor nova série de drama em janeiro. Nada mal, hein?

Enfim, Supergirl é uma série divertida e emocionante, e mais de uma vez me vi rindo como uma garotinha assistindo à Kara e sua adorável awkwardness.

Up, up and away, gente!

Até!

Nenhum comentário:

Postar um comentário