quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

Echoes: capítulo 9


Arya simplesmente observava a interação entre Fael e a ladra de carteira. Era óbvio que o garoto estava fascinado por ela e, portanto, havia desligado seu cérebro. Ela apenas sorria e respondia às perguntas dele com cordialidade, mas sem realmente responder nada. De onde você é? Ele perguntava, como se os dois já não soubessem. Como foi parar na Fronteira? Ele indagava, e ela respondia com as mesmas respostas vagas que ele dera a Fael quando foi alvo daquelas perguntas. Arya somente se manifestou quando Fael se virou para ele, atrapalhando as palavras e tendo uma coloração em suas faces que ele jamais vira em alguém de Keldam.

_ A gente pode dar uma carona pra ela até Nahk, né?

_ De jeito nenhum. – Arya respondeu sem um mísero segundo de consideração.

_ Por que não, Arya? Neq estava na Fronteira por engano. Ela só queria voltar pra casa.


_ Vayu. – a moça cor de cobre respondeu.

Os dois olharam para ela, apenas Fael mostrando sua confusão.

_ Como sabem esse nome? – ela continuou, olhando para Arya, que com o digitar de algumas teclas no painel, fez mostrar a ordem de prisão em Nahk.

_ Por que eles também querem que você volte para casa. Neq.

_ Vayu. – ela disse, irritada. – Meu nome é Vayu. 

E, sem tirar os olhos da tela, a ruiva começou a xingar em sua língua nativa de um jeito bastante assustador, como se ela fosse explodir, ou dar um coro nos dois ao mesmo tempo. Fael sabia que ela não poderia machucá-lo, mas mesmo assim deu medo. Quando ela parou, respirou fundo e se aproximou de Arya. Sua expressão era séria e honesta.

_ Tem algum tipo de comunicador nessa nave?

Arya apenas assentiu com a cabeça, também muito sério.

_ Se me deixar usá-lo, fico no primeiro planeta em que me deixarem e não vai mais ter que se preocupar comigo.

Arya a olhou por alguns segundos, e se virou para o painel. Mais alguns dígitos e a tela mudou para um modo de comunicação por som. Havia algo como um ruído baixo ao fundo.

_ A frequência está codificada. É segura. – ele se afastou da cadeira, e ela se sentou. – É só discar. Língua comum, por favor. Se começar a falar em qualquer língua nahkani, corto a transmissão.

Irritada, Vayu começou a discar, mas parou, olhando para os dois garotos atrás dela.

_ Será que eu posso ter alguma privacidade aqui?

Fael começou a se voltar para a porta, mas parou ao ouvir a voz fria de Arya.

_ De jeito nenhum.

Contrariada, Vayu se voltou para o painel e terminou de discar a chamada.


Continua...

Nenhum comentário:

Postar um comentário