sábado, 28 de novembro de 2015

Echoes: capítulo 7


Fael não queria vingança, mas quando Arya sugeriu que fossem atrás da ladra de carteira para acertar as contas, ele não protestou. Claro, ela tinha tentado roubá-lo, e ainda tinha feito com que quase fossem os dois pra cadeia, mas como ela não foi bem sucedida em nenhuma das duas coisas, Fael poderia facilmente deixar pra lá. Mas ele seguiu Arya em sua investigação pelas ruas sempre escuras da Fronteira pelo simples fato de querer vê-la de novo.

terça-feira, 17 de novembro de 2015

Nenhum de Nós em São Paulo

Novembro está difícil de viver, por isso o post vai ser mini. Passo pra avisar que dia 28 de novembro tem Nenhum de Nós em São Paulo!

sexta-feira, 6 de novembro de 2015

Echoes: capítulo 6


_ Yrelt tem três luas. Mas só a menor importa de verdade. A Lua Vermelha, que exerce um poder estranho sobre os animais daquele planeta, inclusive os nativos, e nós, humanos. Os Videntes também têm seu poder vindo da Lua. Os Oseri ficam fracos, sua imunidade baixa, e há muitas mortes entre eles quando a Lua Vermelha está cheia no céu. Só acontece de quatro em quatro anos, mas é o suficiente para deixá-los apavorados. Os Videntes não são nativos de Yrelt. Ninguém sabe bem de onde vieram, mas estão lá e conseguem ver o futuro. Veem mais longe quando a Lua Vermelha está cheia no céu também. Nós, humanos, ficamos fortes. Muito fortes. Nossas forças física e mental tomam proporções gigantescas quando a Lua Vermelha está cheia no céu. Assim como acontece com os animais. Lá, não podemos ser nada além de fazendeiros, por lei. Para os Oseri, somos como os animais, já que somos afetados de forma semelhante pela Lua Vermelha, a Lua Monstro.

segunda-feira, 12 de outubro de 2015

Echoes: capítulo 5


Fael e Arya olhavam para a tela sem piscar. No canto mais escuro da sala conjunta de uma estalagem suja nos níveis mais baixos da Fronteira, eles consideravam para onde ir. Concordaram logo de cara que não dava pra ficar ali por muito mais tempo. Arya tinha ganhado a tela dos homens na Lua Escura quando o salvaram de seu planeta e o enviaram até a estação espacial. Fael tinha escondido a nave na qual escapou num galpão abandonado na parte mais baixa da Fronteira. Fael tinha os meios, Arya tinha as direções. Foi natural para eles decidirem por viajarem juntos. Além do mais, nenhum dos dois queria viajar sozinho por um universo imenso, desconhecido e assustador do qual eles conheciam pouco e no qual nunca tinham estado antes, mesmo que nenhum deles fosse admitir isso. Praticidade, então. Era um bom motivo.

segunda-feira, 5 de outubro de 2015

Cheers! Little Igloo

O Little Igloo é um lugar aconchegante. O bar, que fica em Santo André, é tão pequenininho que mal acomoda os frequentadores, mas vale a pena a viagem até lá. Por que o Little Igloo é feito de amor.

quarta-feira, 30 de setembro de 2015

Echoes: capítulo 4


Keldam não é um lugar legal. Há quase 3 anos luz dos sóis gêmeos, o planeta é escuro, frio e inóspito. Ninguém sabe como a vida conseguiu evoluir tanto naquele mundo sombrio, mas o fato é que os keldanianos evoluíram a tal ponto que construíram suas cidades no subsolo junto aos rios subterrâneos, única água em estado líquido no planeta, e se espalharam pelo subsolo durante as eras fundando países e lutando por recursos naturais. A superfície sempre foi totalmente congelada, e só os animais mais ferozes sobrevivem lá em cima, hibernando anos até que um novo dia chegue.

quarta-feira, 23 de setembro de 2015

Muito mais que palavras – Graphic MSP ciclo 2

A coleção Graphic MSP vem me impressionando desde o primeiro volume do primeiro ciclo, e com este segundo não foi diferente. As histórias continuam igualmente delicadas e emocionantes, trazendo novos olhares sobre as personagens clássicas de Maurício de Sousa.

quarta-feira, 16 de setembro de 2015

Echoes: capítulo 3


_ Eu achei que você fosse humano. – o garoto disse, enquanto desciam uma rua mais iluminada e cheia de lojas de todos os tipos. – Li sobre humanos. Você parece um.

_ Eu sou. – Fael confirmou, confuso, tentando não reparar na estranha cabeleira loira do menino. – Achei que você também era.

quarta-feira, 9 de setembro de 2015

Um salto no escuro – Graphic MSP ciclo 1

O primeiro ciclo de graphic novels da Maurício de Sousa Produções com certeza dá essa sensação. A de estar dando um salto no escuro. A proposta de levar as personagens que já fazem parte intrínseca do nosso imaginário infantil ao público adulto, tratando suas histórias já tão interessantes com mais maturidade e levando-as a uma profundeza e delicadeza de sentimento, além de deixar que essas mesmas personagens consagradas no traço de Maurício de Sousa fossem retratadas por outros traços de outros artistas e por suas visões delas, foi um salto no escuro, um ato de fé, e que deu, com certeza, muito certo.

sexta-feira, 21 de agosto de 2015

Echoes: capítulo 2


_ Que drema é essa?!

Fael estava nervoso, e não calculou sua força. Queria se desvencilhar da mão do menino e exigir explicação plausível para o comportamento estranho do garoto. Tinha raiva de não saber o que estava acontecendo e mais ainda de ser manuseado por outro como uma coisa. Por isso não pensou em medir sua força, e acabou se soltando com um puxão de braço muito mais forte do que pretendia. Muito mais forte do que ele sempre soube que um humano seria capaz de puxar. Os olhares de espanto o atingiram por um segundo, até que o garoto se voltou mais uma vez para a ruiva, ainda segurada por ele.

domingo, 16 de agosto de 2015

A cozinha preguiçosa: “miojo lamen”

E a cozinha preguiçosa segue se arrastando.

Desta vez, vou compartilhar com vocês minha receita de miojo de quem se acostumou a não usar o tempero por que antes vinha tudo com caldo de galinha. Até o de tomate.

quarta-feira, 5 de agosto de 2015

Echoes: capítulo 1


Gente verde. Fael se lembrava das histórias que sua bisavó contava sobre os marcianos, que ouvira da bisavó dela, ainda na Terra. Dos homenzinhos verdes de Marte que pretendiam invadir o planeta e matar todo mundo, sem mostrar piedade pela raça humana.

terça-feira, 28 de julho de 2015

A cozinha preguiçosa: “pizza pão”

Sabe quando a fome aperta e a preguiça reina? Pois é, aqui vou compartilhar com vocês o resultado dessa combinação quando eu entro na cozinha.

quarta-feira, 8 de julho de 2015

quinta-feira, 18 de junho de 2015

Tudo é experiência

Ok. Hoje vou falar dos dois livros do Clube que menos gostei: Apocalipse zumbi – os primeiros anos e Dias perfeitos.

Eu queria falar só das coisas que eu gosto aqui, mas achei por bem opinar sobre todos os livros lidos no Clube, deixar minha impressão sobre eles, não deixar nenhum de fora.

sexta-feira, 8 de maio de 2015

Querido amigo,

**SPOILER aqui. Se não leu o livro ou viu o filme, o risco é seu. ^^ **


Tá. Eu não vi o filme.

Mas li o livro com a capa do filme, por que era a única que tinha, para o Clube do Livro.

As vantagens de ser invisível, de Stephen Chbosky, foi o primeiro livro que lemos para o clube, o primeiro sorteado. E esse é um dos que eu nunca teria lido não fosse pelo Clube. Ainda bem que o Clube existe.

segunda-feira, 27 de abril de 2015

Tour da TARDIS por São Paulo

E a TARDIS está fazendo tour por São Paulo.

Tem coisa mais linda que isso?! Que emocionante poder interagir com a mais maravilhosa máquina de tempo e espaço que existe!

A cabine azul símbolo de amor no coração para qualquer fã de Doctor Who está fazendo um tour pelas Livrarias Cultura da cidade de São Paulo.

Sábado (25/04) lá estava ela, linda, imponente e muito cobiçada, na entrada da rampa da Cultura do Conjunto Nacional. Não dá pra explicar o sentimento de virar uma esquina e vê-la ali, mesmo que quase afogada em meio a tanta gente em volta.

terça-feira, 7 de abril de 2015

Big fat Apple Pie

Então eu resolvi me aventurar na cozinha. E foi bom.

Essa não foi a primeira receita que eu fiz, mas foi o primeiro doce e o que ficou mais gostoso.

Eu sempre quis fazer uma torta de maçã daquelas que aparecem em filmes, não essa de creme que temos por aqui. Não tenho nada contra o creme, mas também não acho super sensacional. Prefiro sem, mesmo.

Portanto, compartilho aqui a minha versão da receita da clássica Apple Pie americana.


terça-feira, 17 de março de 2015

A estrela da William Wallace

O ano era 2013. O mês era dezembro.

Uma garota loucamente nerd e sua irmã desembarcam em Heathrow depois de 11 horas de viagem e seguem de metrô até a estação de trem King’s Cross (e lá está a Plataforma 9 ¾ e a lojinha de Harry Potter) de onde embarcam numa viagem de mais cinco horas até a encantadora terra da Escócia.

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

O clube de chá das moças recatadas... ou não

Em maio de 2014 nasceu um clube do livro. Foi o meu primeiro e por enquanto é o único. Ele nasceu de uma vontade antiga minha e do entusiasmo das minhas colegas de trabalho. Nasceu e vem prosperando desde então. Lemos cinco livros até agora e o sexto encontro já está marcado.

A ideia do Clube (que não tem nome, apenas Clube do livro, ou Clubinho do livro) é ser bem democrático: todas as participantes (por que no fim só mulheres estão participando) sugerem um livro, todas as sugestões são sorteadas e uma é escolhida. A pessoa cujo livro foi sorteado só pode sugerir novamente depois que todos os livros do ciclo forem lidos. Aí começa tudo de novo e todas podem sugerir novos livros.

sábado, 21 de fevereiro de 2015

… and ashes

E eis que depois de um longo e gélido inverno, a vida começa a querer brotar novamente do pó e das cinzas deste pequeno blog.